PROJETO – MANGUE VIVO

Projeto de recuperação das áreas degradadas de manguezais no entorno da Baía de Guanabara, localizadas na Praia de Mauá, distrito o município de Magé, no Estado do Rio de Janeiro.

Em 2000, um grande derramamento de petróleo transformou uma área de manguezal em um pequeno deserto compactado, com a presença de muito lixo, esgoto doméstico. Em uma mobilização imediata, o OndAzul iniciou o projeto Mangue Vivo, onde é hoje considerada uma das maiores áreas de manguezais em recuperação no Brasil

Recuperação de 20 hectares de manguezais, com replantio de 180 mil mudas!

A área recuperada do mangue será um Parque Ecoturístico

Em 2012 o OndAzul conseguiu articular a transformação do mangue na Unidade de Conservação Parque Natural Municipal Barão de Mauá, por meio de decreto municipal, devido a uma parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente de Magé e o INEA/SEA.

Em 2017, foi dada a largada para a criação do Parque Ecoturístico, nas áreas recuperadas.

Agende sua visita aqui!

O projeto Mangue Vivo recebe cerca de 1.500 visitas por ano. São pessoas interessadas em conhecer a atuação da OndAzul e também em participar dos mutirões de plantio de mudas. Já foram realizados 21 mutirões com participação de cerca de 800 pessoas e plantio de aproximadamente 3 mil mudas, em média.